Lousa de Vidro, é um bom negócio?

Lousa de Vidro, é um bom negócio?

Muitas inovações chegam ao mercado, mas muitas delas não necessariamente são úteis e práticas, facilitando seu dia a dia… Algumas tecnologias surgem como desbravadoras de conceitos, sendo a partir dela a construção de coisas que realmente vão ajudar o desenvolvimento da sociedade.

No quesito de lousas, o surgimento das lousas de vidro foi algo que começou tímido, em 2006, e nessa década cresceu surpreendentemente.

“No começo muitas pessoas até gostavam do conceito, mas tinham medo por conta da segurança, afinal, na cabeça delas, o vidro é frágil”, dizia um dos desbravadores desse mercado e inventor da Lousa de Vidro, Jocelen Macena.

E pra quem diz que o vidro é frágil se engana… com o avanço da tecnologia, o vidro foi sendo melhorado e hoje pode ser considerado um dos materiais da mais altíssima segurança, tanto que existem diversos projetos envolvendo vidro em lugares antes inimagináveis (fundo de piscina panorâmica, chão de pontes,  paredes de segurança em bancos, cofres, etc).

Porém, obviamente, antes de comprar um quadro branco de vidro, é necessário ter algumas precauções:

  • O vidro, como dito, apesar de não ser um material frágil como muitos pensam, é necessário que tal tecnologia seja utilizada no processo de fabricação. O mais recomendado é considerar a lousa de vidro temperado, pois é um vidro de segurança, que passa por um processo de têmpera (forno que esquenta o vidro e em seguida provoca um choque térmico, o que solidifica o vidro, mantendo uma pressão interna). Esse processo faz com que o vidro fique com 5 a 6 vezes mais resistência que o vidro normal da mesma espessura;
  • A lousa em vidro, mesmo sendo temperada, existe sim o risco de quebra, como qualquer outro material, apesar de muito difícil! Por isso, mediante à pressão interna do vidro causada pelo processo de têmpera, caso ocorra a quebra, o vidro é inteiro fragmentado, sem possuir lâminas afiadas e pontiagudas (mais um quesito positivo em segurança), por isso, mediante tais circunstâncias, exija sempre película de segurança em seu quadro branco em vidro, pois, em caso que quebra, todos os fragmentos ficam grudados na película, com zero risco para seus usuários (lousa de vidro serigrafado branco, nesses casos, não desempenham essa função de segurança).
  • A Lousa de Vidro para escrever não mancha, como as demais lousas de madeira e fórmica do mercado, por isso, além de um produto com alto argumento estético para seu ambiente, é também muito funcional e possui um tempo de vida incrível;
  • Exija vidros em sua lousa que estejam de acordo com as normas vigentes, para isso, testes do INMETRO são realizados com a finalidade de comprovar a qualidade do produto;
  • É possível magnetizar… Mesmo se tratando de uma lousa de vidro, e aparentemente vidro não poderia ser magnético, com uma manta magnética na parte de trás da lousa, foi possível atingir um resultado super satisfatório para a fixação de imãs, vale a pena e o resultado é incrível!
  • Cores, Cores e mais cores: Branco é o comum e obviamente mais funcional, pois destaca a cor da tinta da caneta… mas é também possível trabalhar com lousas de vidro em qualquer cor, modelo, tamanho, etc. Além de lousa, pode se tornar um mural de fotos (opção magnética) e um objeto de decoração, trazendo cor ao ambiente e podendo combinar com a identidade do local;
  • Logotipo, tabelas, agendas: Sim, além de tudo, é possível personalizar a lousa de vidro. Podendo colocar logotipo da sua empresa, frases, imagens, tabelas, agendas, kambans, e qualquer outra coisa que quiser. Tão simples quanto desenhar, você mesmo pode criar a sua lousa personalizada como quiser, basta desenhar num pedaço de papel o modelo, pois empresas especializadas em lousas de vidro contam com designers que, com base em seu desenho, modelam o produto. Tudo isso com acompanhamento passo a passo, a lousa antes de ser fabricada deve ter o desenho final aprovado por você (super recomendado!);

Enfim, as lousas de vidro têm crescido exponencialmente no mercado, e não é à toa… suas características positivam e validam essa febre, além do custo-benefício ser indiscutível.

Escolas, universidades, home-offices, escritórios, salas de reunião, salas de equipe, brainstorming, war room, lousa de apoio para construção de ideias, desenhistas, quartos de criança… em todos os ambientes uma lousa será útil!

6 de julho de 2017

«
Ver todas as postagens